O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Sono normal dita a qualidade de vida


Dormir bem garante o pleno desenvolvimento do corpo e a saúde em geral.

Dormir é gostoso e não há quem discorde - uns preferem tirar uma soneca a mais e outros dormem um pouco menos, cada um no seu limite e atendendo as suas necessidades. O sono é fundamental para a maturação, desenvolvimento e manutenção do organismo, sem contar que é preciso dormir para que o cérebro se desenvolva normalmente. "“"Os processos de aprendizado e de memória também estão relacionados com a qualidade e a quantidade de sono”, destaca o ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler, membro do corpo clínico da Köhler Ortofacial, com participação interdisciplinar em Distúrbios Respiratórios do Sono.

O especialista explica que durante o sono acontece a liberação de hormônios, que fazem parte dos processos fisiológicos do corpo. Quando o indivíduo não dorme o suficiente, acaba prejudicando a sua saúde. A correria do cotidiano e os horários apertados de trabalho e estudo reduzem o tempo destinado para o descanso. "“"As pessoas estão dormindo cada vez menos, acordam mais cedo e dormem mais tarde. O resultado é um acúmulo de cansaço, sono e a perda da qualidade de vida”, ressalta Gerson, que atua de maneira multidisciplinar em distúrbios obstrutivos do sono, tais como ronco e apneia.

Estimativas apontam que pelos menos 43% dos brasileiros sofrem com algum distúrbio do sono. Existem mais de 70 tipos diferentes de distúrbios que afetam as noites de muitas pessoas. Mesmo com o avanço da tecnologia, o diagnóstico sempre acaba sendo tardio, já que poucos procuram efetivamente ajuda médica para resolver o problema. "“"É difícil quem relacione as noites em claro - ou o ronco - a uma doença. As preocupações e o estresse sempre são os primeiros culpados de maneira isolada, mas quando o problema se agrava o paciente se dá conta que é preciso consultar um especialista”, afirma.

A apnéia é considerada o distúrbio do sono mais severo e é caracterizada pela cessação da respiração. Estas pausas podem se repertir várias vezes a cada hora de sono e trazer sérias consequências para o organismo e a saúde em geral. "“"A apnéia é causada pela obstrução da faringe e a interrupção da respiração provoca uma redução na oxigenação do cérebro, podendo ser potencialmente perigosa - inclusive com riscos à vida - se não for tratada a tempo”, alerta Juarez Köhler, ortodontista e ortopedista facial da Köhler Ortofacial e membro da Sociedade Brasileira de Sono.

Existem várias consequências que os distúrbios do sono provocam na saúde. Obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, ansiedade, dificuldades de concentração e cognitivas, dores de cabeça, depressão e fadiga crônica estão entre os males causados pelo sono ruim. "“"O sono representa aquele um terço de nossas vidas que pode, ou não, garantir a qualidade de vida dos outros dois terços, que correspondem ao período que estamos acordados”, enfatiza Juarez, profissional membro da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial (ligada à WFO - World Federation of Orthodontists - USA).

Os distúrbios do sono podem ser tratados a partir de diferentes metodologias e estratégias. O tratamento deve ser interdisciplinar, com o acompanhamento de vários especialistas da área da saúde. "“"Existem basicamente três formas para tratar estes distúrbios. A primeira é por meio de cirurgia, a segunda pelo uso do CPAP - uma espécie de compressor que injeta ar por pressão positiva pelo nariz -, e a terceira é pelo uso de um dispositivo intrabucal, que projeta a língua para frente e abre a região da orofaringe que estava obstruída”, aponta Gerson, que é professor convidado da UFPR, área de pós-graduação, desde 1988.

De acordo com Nilse Köhler, fonoaudióloga e membro do corpo clínico da Köhler Interdisciplinar, atualmente estão sendo indicados exercícios que normalizam o tônus muscular da base da língua e da musculatura da faringe. Estes exercícios são associados às outras estratégias de tratamento e seus benefícios já foram citados em estudos científicos realizados por médicos do sono e fonoaudiólogos da UNIFESP. "“"Não existe bem estar e qualidade de vida sem um sono correto e saudável, que atinja níveis profundos de descanso e relaxamento. Por isso é imprescindível dar mais atenção as noites mal dormidas”, acrescenta.

Fonte: http://www.pautas.incorporativa.com.br/a-mostra-release.php?id=7710