O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Exercício físico melhora qualidade do sono e produtividade


Treinar pelo menos 150 minutos por semana pode mudar a sua saúde

Um estudo publicado na revista Mental Health and Physical Activity revelou que pessoas que praticam pelo menos 150 minutos de exercícios por semana dormem melhor e ficam mais alertas durante o dia do que aquelas que praticam pouco ou nenhum exercício. A análise foi liderada por um pesquisador da Bellarmine University, nos Estados Unidos.

A pesquisa contou com mais de 2.600 homens e mulheres com idades entre 18 e 85 anos. Foram avaliados o índice de massa corporal, o estado de saúde e os hábitos de cada um dos participantes.

Os resultados mostraram que pessoas que praticavam pelo menos 150 minutos de atividades físicas por semana tinham uma melhora de 65% da qualidade do sono. Essas pessoas também alegaram ter um maior aproveitamento do dia em relação àquelas que praticavam menos exercícios ou nenhuma atividade.

Os cientistas esperam que a nova evidência incentive a prática de exercícios que, além dos benefícios citados, ainda previne diversos problemas psicológicos e cardiovasculares.

 Exercícios diminuem o risco de morte por câncer de próstata em até 60%

Outra pesquisa, feita em associação com a Universidade da Califórnia e a Harvard School of Public Health, nos Estados Unidos, descobriu que homens com câncer de próstata e que tem uma rotina de praticar exercícios físicos têm menos chances de morrer pela doença. O estudo foi conduzido com mais de 2.700 homens diagnosticados com câncer de próstata, que foram acompanhados durante 18 anos.

Os pacientes foram divididos aleatoriamente em três grupos: o primeiro deveria praticar exercícios vigorosos (mais de 3 horas por semana), o segundo, exercícios moderados (entre 90 minutos e 3 horas por semana), e o terceiro, exercícios leves (menos de 90 minutos por semana).

As atividades físicas praticadas eram caminhada, corrida, ciclismo, natação e trabalhos ao ar livre. Os resultados mostraram que tanto a atividade moderada quando a vigorosa são benéficas para a saúde em um âmbito geral, não só contra o desenvolvimento do câncer. Aqueles que praticaram exercícios moderados e vigorosos apresentaram um risco 46% menor de morrer de qualquer causa.

No entanto, somente a atividade vigorosa foi associada à redução da mortalidade por câncer de próstata. Homens que fizeram a atividade vigorosa tiveram um risco 61% menor de morrer de câncer de próstata.

Os pesquisadores concluíram que os homens podem reduzir o risco de progressão do câncer de próstata após o diagnóstico acrescentando a atividade física a sua rotina diária.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/fitness/materias/14310-exercicio-fisico-melhora-qualidade-do-sono-e-produtividade