O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Está difícil acordar cedo? Médica dá dicas para contornar o problema


Como ninguém se prepara para voltar a acordar cedo no fim das férias ou dos feriados, é comum sentir os efeitos da privação de sono ao retomar a rotina.

@saúde com Jairo Bouer

Do UOL | Em São Paulo

Com o fim das férias e o retorno do Carnaval, muita gente sofre para voltar à rotina de dormir e acordar no horário, em especial os adolescentes. Em alguns casos, o problema é crônico e chama-se "síndrome do atraso na fase de sono".

"Naturalmente, o adolescente tem uma tendência a dormir e acordar mais tarde", explica a neurologista Ana Karla Smith, do Instituto do Sono de São Paulo. A causa disso, segundo ela, é hormonal.

Como ninguém se prepara para voltar a acordar cedo no fim das férias ou dos feriados, é comum sentir os efeitos da privação de sono quando a rotina volta ao normal: falta de concentração e irritabilidade são alguns sintomas.

Em alguns casos, o prejuízo é muito grande: a pessoa começa a faltar em compromissos, sente muita sonolência durante o dia e perde produtividade no trabalho ou na escola. Se o problema persiste por mais de 30 dias, os especialistas consideram que se trata da síndrome.

Adaptar o relógio biológico à rotina inclui mudanças graduais, conta a especialista: a cada semana, a pessoa deve dormir alguns minutos mais cedo. Também é preciso controlar os estímulos à noite: TV, internet e exercícios físicos devem ser deixados de lado perto da hora de dormir.



Atenção, na matéria original (link abaixo) contém um interessantíssimo questionário que visa ao leitor medi a qualidade do seu sono.

Clique aqui para fazer o teste!


Fonte: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/02/22/esta-dificil-acordar-cedo-neurologista-da-dicas-para-contornar-o-problema.htm