O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Estudo: Vacina contra a Gripe A provoca distúrbios no sono


Por Tiago Leão - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  

O estudo pretende contribuir para correções das futuras fórmulas

Foto: Diana Sousa

 Um estudo desenvolvido no Reino Unido e divulgado pelo British Medical Journal, afirma que existe um aumento do risco de distúrbios no sono em crianças vacinadas contra a gripe A.

Cansaço e sonolência diurna são os sintomas da narcolepsia, o distúrbio do sono, cujo risco aumenta com a toma da vacina Pandemrix, contra o vírus da gripe (H1N1). A doença pode ter repercussões na rotina dos jovens, nas relações pessoais do quotidiano e no rendimento escolar.

O estudo divulgado no British Medical Journal não é pioneiro: surge na sequência de outros realizados na Finlândia e na Suécia, onde as suspeitas da origem dos sintomas levaram à realização de outras investigações.

Apesar dos indicadores que afirmam existir um agravamento das consequências nas pessoas dos 4 aos 19 anos, os cientistas dizem ser necessário analisar os casos de forma individual e monitorizar, a longo prazo, as crianças e adolescentes que foram vacinados. O estudo inglês analisou 245 crianças e jovens, dos 4 aos 18 anos, que frequentaram os serviços de neurologia em Inglaterra, entre os quais 75 sofriam de narcolepsia.

Casos em Portugal

Em Portugal, foi registado, em fevereiro de 2011, um caso de narcolepsia num jovem que tomou a vacina. A relação entre a doença e o medicamento não foi, no entanto, comprovada.

A vacina, autorizada pelo Infarmed em 2009, foi utilizada no combate à pandemia provocada pelo vírus da Influenza A, que atingiu, no mesmo ano, mais de 200 países e registou cerca de 18 mil mortes em milhões de casos.

Contributo para o futuro

Embora já não seja utilizada, a vacina e as suas características serão tidas em consideração na elaboração das próximas. De acordo com os investigadores, o estudo "terá implicações nos futuros licenciamentos e no uso do medicamento coadjuvante ASO3 para vacinas contra gripes provocadas por outros substitutos de vírus que provocam infeção como H5 ou H9".

Alertar para o aumento da influência das vacinas é também uma lição do estudo: "Outros estudos para estabelecer os riscos - se existirem - associados a outras vacinas usadas na pandemia de 2009, incluindo aquelas com ou sem coadjuvantes, são também necessários para informar sobre o uso deste tipo de vacinas em caso de uma futura pandemia".

Fonte: http://jpn.c2com.up.pt/2013/02/28/estudo_vacina_contra_a_gripe_a_provoca_disturbios_no_sono.html