O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Dia 16 de Abril dia da voz


Imagem meramente ilustrativa

Ao contrário do que muita gente pensa, a voz é uma de nossas principais ferramentas, é com ela que somos capazes de nos comunicar e transmitir exatamente o que queremos.


O cuidado com esse instrumento tem que ser diário, por isso neste dia 16 de Abril, Dia da voz, vamos dar algumas dicas de como manter a sua sempre saudável.

Saúde vocal é o equilíbrio na utilização da voz - social e profissional - em busca de uma melhor qualidade de vida e melhor performance profissional

Com exceção dos profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho e necessitam ter habilidades comunicativas como fala clara, voz saudável e agradável, as pessoas em seu dia a dia dificilmente se lembram de cuidar da voz e esquecem do poder que ela tem em uma comunicação verbal clara e eficiente e também na transmissão de emoções e do estado de humor.

Várias atitudes inadequadas com a saúde podem comprometer a preservação da boa qualidade da voz. A fonoaudióloga Ana Elisa Moreira-Ferreira - diretora da Univoz - sinaliza abaixo alguns hábitos negativos e indica o que se deve evitar e também o que é benéfico para uma boa saúde vocal.


Hábitos negativos:

- Cigarros e drogas - são substâncias químicas que irritam as pregas vocais. Essa irritação pode trazer rouquidão, um dos primeiros sinais de que há algo errado com a garganta. A longo prazo essa rouquidão pode evoluir para lesões mais sérias. Existe forte relação entre o cigarro e o câncer de laringe;

- Tosse e pigarro constantes - são movimentos de alto impacto entre as pregas vocais, podendo machuca-las. Estão relacionados a varias causas como ressecamento da boca e garganta, alergias, rinite, sinusite, refluxo, fumo ou simplesmente um hábito. Descobrindo-se a causa fica fácil eliminá-los;

- Balas, pastilhas e sprays enquanto fala - principalmente as mais ardidas, causam falsa sensação de alivio, uma espécie de anestesia. Essa sensação faz a pessoa forçar a garganta;

- Receitas caseiras para melhorar problemas vocais - muitas receitas pertencem à crença popular. Em geral essas receitas têm componentes que não fazem bem à garganta, como por exemplo, gargarejo com líquidos ácidos - limão e vinagre. Esses componentes irritam as cordas vocais. Mesmo o gargarejo indicado em tratamento médico deve ser bem dosado e usado apenas no período recomendado por esse especialista;

Comer em excesso ou ingerir alimentos de difícil digestão - o refluxo de ácido do estômago para a garganta causa irritação;
Beber líquidos gelados, bebidas alcoólicas e praticar auto-medicação para melhorar a dor de garganta - esses são itens complementares na lista do que deve ser evitado.


Dicas importantes para uma boa preservação da saúde vocal:
-Descansar e dormir bem - a voz reflete o cansaço físico e a falta de ânimo;
- Beber muito líquido - principalmente água - hidratar as pregas vocais é fundamental e evita o ressecamento das mesmas. Com a hidratação, as pregas vocais vibram livremente;
- Manter a voz sempre no seu tom natural - não se deve fazer esforço ao falar;
- Manter sempre uma boa postura corporal;
- Poupar a voz - durante crises alérgicas e estados gripais.
- Procurar auxílio médico e fonoaudiológico - se observar tosses, pigarros e alterações na voz que perdurem mais de duas semanas ou sempre que precisar aprimorar sua voz;
- Comer maçã - esta fruta tem propriedades adstringentes, limpando o trato vocal até os pulmões, e favorece uma voz mais saudável.

O que deve se evitar:

- comer muito chocolate ou tomar leite em demasia - esses alimentos deixam a saliva mais viscosa, o que pode levar à vontade de pigarrear. O pigarro pode machucar as cordas vocais;

- choques térmicos;
- roupas apertadas que atrapalham a respiração, pois uma alteração na respiração leva a uma alteração na produção da voz.

Fonte: Informações científicas e entrevista: http://www.fonosp.org.br/noticias/clipping/16-de-abril-dia-mundial-da-voz/