O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Um debate esclarecedor


22.07.2011

A Interne Soluções em Saúde realizou sua segunda edição da pizza das quintas. O Centro de Estudos Maria Ester Souto foi o palco da grande troca de experiências. Durante duas horas, os profissionais da Interne estiveram reunidos para compreender um pouco mais sobre o trabalho de alguns setores da empresa e a importância que cada um tem. Não estamos separados, cada um com sua realidade. Temos pontos em comum que nos interligam.

A Coordenadora da Educação Continuada, Carolina Almeida, foi a mediadora da mesa redonda. Foram tratados três temas: a Comissão de Controle de Infecção Domiciliar - CCID , Como Funciona o Departamento Fixo e a Ação da Assistente Social, foram os  temas discutidos. Rafael Arruda farmacêutico da Interne, explicou como atua a Comissão de Controle de Infecção Domiciliar, o CCID. Os principais benefícios gerados pelo programa foram destacados logo no início da conversa.

Segurança do paciente, alinhamentos de rotinas operacionais, diminuição de custos, são só alguns dos pontos citados. O objetivo principal do CCID é elaborar, implementar, manter e avaliar o Programa de Controle de Infecção Domiciliar. Para finalizar, o papel da família foi levantado, a parceria é de estrema importância para o sucesso do programa. O segundo tema da tarde foi sobre o Fixo, como funciona esse setor. Antônio Pessoa em sua apresentação o dividiu em duas partes (operação e estratégia) e apresentou o trabalho que realiza diariamente junto com sua equipe.

As operações feitas pelo setor são: planejar e executar a operação de todos os atendimentos de oxigênio, dietas e equipamentos do Home Care, FiqBem e CuraBem, planejar e repassar para fornecedores a projeção de consumo de equipamentos e oxigênio, planejar os atendimentos fora do horário comercial, conferir as centenas de notas fiscais de consumo da operação por mês.

O setor pretende inserir no mercado de saúde pernambucano uma inovação na área de saúde: o oxigênio líquido. "“"A qualidade da vida é muito importante, é o que estamos sempre buscando são elementos que façam a diferença na vida dos nossos pacientes”, acrescentou Antônio, a respeito dessa nova tecnologia. A busca por novos equipamentos é constante. Preza-se pela alta qualidade do trabalho prestado e por isso todos os equipamentos pesquisados previamente, além de passarem por testes e treinamento da equipe antes de serem utilizados.

Para encerrar as exposições, Cýnthia Paz falou sobre a ação do assistente social na assistência domiciliar. Inicialmente mostrou o perfil necessário a esse profissional que vai lidar diretamente com as famílias dos pacientes. Amadurecimento, segurança, comprometimento e visão holística, são características indispensáveis. O trabalho do assistente social é feito de maneira preventiva, sempre se antecipando para prevenir futuros problemas.

É preciso transpassar para as famílias confiança na equipe que está cuidando do paciente. O número de visitas feitas pelos profissionais do serviço social da Interne é definido de acordo com a família do paciente. Uma vez por semana, uma vez por mês, vai depender da necessidade de cada um. Entender a importância da família no tratamento do paciente é outra necessidade. Muitas vezes uma família é considerada problemática porque quer ser ouvida. "“"A gente precisa se colocar no lugar do outro”, acrescentou Cynthia Paz.

O saldo do encontro foi extremamente positivo. Os colaboradores da Interne perceberam a relação que cada setor mantém com os outros. "“"Foi muito esclarecedor.”, acrescentou Carolina Almeida. Logo em seguida foi aberta a sessão de perguntas. Ao final, a Diretora Executiva da Interne Soluções em Saúde, Paula Meira, pediu a palavra. "“"Estamos como uma família e temos que nos respeitar. Os departamentos não são como ilhas. Todos os setores são importantes e se interligam como órgãos de um corpo humano para o perfeito funcionamento”, afirmou Paula Meira. Ela ainda falou sobre sua satisfação em ver a troca de conhecimentos e a comunicação dentro da empresa aumentando a cada dia.

O Centro de Estudos Maria Ester Souto veio para aproximar os funcionários da Interne e permitir que palestras para troca de conhecimentos sejam cada vez mais frequentes e que todos precisam estar engajados nessa iniciativa. Ainda segundo a Diretora "“"A partir de ações como essa, estamos trabalhando as coisas mais importantes: comunicação é a primeira e integração é a segunda”, finalizou a Diretora Executiva. Ao final da conversa, todos se reuniram para comer pizza.


Galeria de imagens