O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

2 de Julho, Dia do Hospital


O dia do hospital é comemorado em 02 de julho, data na qual foi fundada a Santa Casa de Misericórdia da cidade de Santos, um dos maiores hospitais do Brasil, no ano de 1945, pelo governo do presidente Getúlio Vargas.

O hospital público é um local que oferece serviços médicos gratuitos e obrigatórios, pois está determinado pela constituição do nosso país que a saúde é direito de todos e dever do Estado.

Os atendimentos podem variar entre consultas, curativos, exames, serviços laboratoriais, tratamentos, e outros.

Algumas unidades prestam serviços de pronto-socorro (atendimento imediato) para acidentados ou pessoas que estejam em crise, passando muito mal, com convulsões, cólicas renais, desmaios, dores fortes, etc. A eficiência dos médicos e outros profissionais deve ser de muita qualidade, pois a rotatividade de pacientes é bem grande. Existem ainda unidades que prestam serviços especializados, como pediatria, cardiologia, neurologia, maternidade, ortopedia, dentre outros.

Já os hospitais particulares geralmente cobram caro pelos serviços prestados, por isso, quem tem condições financeiras, geralmente preferem aderir aos planos de saúde, que asseguram o atendimento em determinados hospitais e o tratamento de determinadas doenças, dependendo do plano adquirido pelo usuário.

Um hospital não pode ser implantado em qualquer local, pelo contrário, suas instalações devem ser adequadas, amplas e arejadas, necessitando de estrutura física e humana adequada, com enfermarias, leitos próprios, farmácia interna, lavanderia, cozinha e restaurante, capela, além de um sistema de limpeza adequado para se fazer a desinfecção do local, evitando as infecções hospitalares.

O primeiro hospital do Brasil foi fundado por Braz Cubas, no dia primeiro de janeiro de 1545. Como este dia é conhecido por ser o dia de todos os santos, o hospital recebeu o nome de Hospital de Todos os Santos. A cidade de Santos, em São Paulo, recebeu esse nome por causa do hospital.

Registros históricos mostram que o primeiro hospital do mundo foi construído na Índia, entre os anos 273 e 232 a.C. Mas somente entre os séculos XVIII e XIX que passaram a ser de responsabilidade do governo.

O Hospital das Clínicas, da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo, é a maior unidade hospitalar do Brasil, tendo sido fundado em 19 de abril de 1944. Mas a unidade mais bem equipada do país é da rede privada, o Hospital Israelita Albert Einstein, também em São Paulo, tendo sido preparado para receber pacientes vítimas de acidentes nucleares ou de guerras químicas em pronto-socorro.

Atualmente existem atendimentos diferenciais que podem ser feitos à domicilio. Esse tipo de atendimento é conhecido como HOME CARE. A Interne Soluções em Saúde é uma empresa que atua a 15 anos nessa área.

Cada um dos pacientes tem o atendimento necessário para o seu tipo de doença, problema de saúde, onde temos dentro das casas de cada um dos nossos pacientes um leito ou UTI hospitalar.

O Atendimento Domiciliar é uma alternativa ao atendimento ambulatorial, indicado para pacientes que não necessitem mais de hospitalização, através de visita ou procedimento, isolado ou periódico, como, por exemplo, medicação venosa, manipulação de sondas, curativos, entre outros, que possa ser realizado em domicílio.

Já a Internação Domiciliar é o conjunto de atividades prestadas no domicílio ao paciente, com quadro clínico mais complexo, com necessidade de tecnologia especializada e por equipe técnica multiprofissional da área de saúde, com necessidade de estrutura logística de apoio especializada, em substituição ou alternativo à hospitalização.

 

Vantagens do Home Care:

O paciente é tratado fora do hospital e em contato com a família. Isso é bom, uma vez que o ambiente hospitalar, para muitos, não é confortável e causa estresse;
O paciente fica menos exposto aos riscos infectológicos existentes no âmbito hospitalar;
Melhora a "autonomia" do paciente;
Melhora a "privacidade" do paciente.
Diminui o custo do tratamento para o sistema de saúde.

Público alvo:

Pacientes com patologias estáveis, quase sempre portadores de doenças crônicas, como doenças neurológicas degenerativas e músculo-esqueléticas. Porem, o home care nao pode ser visto apenas como uma alternativa para pacientes crônicos ou idosos, deve ser visto como uma alternativa para todas as idades e patologias, contanto que o paciente esteja estável.

Cuidados dispensados aos pacientes domiciliares:

O paciente recebe um tratamento similar ao dado em um hospital, com toda estrutura necessária para sua estabilidade no ambiente doméstico, como sonda, cateter, soroterapia, oxigenoterapia, dentre outros.
É traçada uma rotina para o cuidado ao paciente envolvendo todas as suas necessidades básicas e avançadas. É um trabalho interdisciplinar e pode envolver médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, dentre outros.

Durante a assistência é eleito pela família um cuidador (que pode ser contratado ou escolhido entre seus familiares) para ser treinado no auxilio do paciente para suas atividades de vida diária, como alimentação, banho, transporte, utilização do banheiro e etc...

Importância da Home Care:

O aumento da expectativa de vida nos últimos anos tem acarretado para o Brasil uma população cada vez mais idosa. O problema não é envelhecer, mas envelhecer sem qualidade. O Brasil não está se desenvolvendo paralelamente à população e isto está causando uma população idosa e sem saúde.

A superlotação dos serviços de saúde é consequencial, assim como os problemas previdenciários. A Home Care vem auxiliar no tratamento aos pacientes crônicos e estáveis, e um dos objetivos é tirar o paciente do hospital, tratando-o em casa.
É menos custoso para o Serviço Público e menos incômodo para o paciente, que poderia passar meses ou anos em um hospital, já que sua doença é crônica e/ou degenerativa.

Disponibilidade de Home Cares no Brasil:

Apesar de todos esses benefícios, existem poucas home cares no Brasil, principalmente nas cidades do interior e pouca divulgação de sua existência. O que leva muitas vezes aos paciente recorrerem e lotarem os hospitais, quando poderiam ser atendidos confortavelmente em suas residências.

Existem três pontos que justificariam essa não disponibilidade de Home Cares no mercado:

Os cursos de especialização encontram-se em sua maioria nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte;

Existem poucos profissionais especializados na área ainda;

É algo novo na área da saúde, inclusive com poucas referências bibliográficas.

Em matéria de equipe e equipamentos, o nosso Home Care conta com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, fisioterapeuta, fonoaudiólogos, nutricionistas, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e socorristas  na ambulâncias de prontidão com UTI móvel.

Sem falar do equipamento de última geração, de fácil manuseio, para que em alguns casos, até o próprio paciente que tem condições, tire sua pressão, verifique sua glicose e etc.


Neste dia do Hospital, comemoraremos à está instituição que a tantos anos é responsável por salvar vidas e que agora abre espaço para novos métodos evolucionais de cura e tratamento.
A Interne Soluções em Saúde, trabalha com eficiência e presteza para garantir o melhor serviço sempre aos seus pacientes.

 

*Algumas informações do texto, foram retiradas dos sites a baixo:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cuidado_em_domic%C3%ADlio
http://www.brasilescola.com/datas-comemorativas/dia-do-hospital.htm
http://www.homecarehospital.com.br/duvidas_diferenca.php#