O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Entenda o Tratamento fonoaudiológico no DurmaBem, apresentado no 21º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia


O DurmaBem é o programa da Interne Soluções em Saúde que realiza diagnóstico e trata pessoas que tenham dificuldade de dormir.

Insônia, distúrbios intrínsecos ao sono ou alteração relacionada a ele, como as irregularidades respiratórias. O setor desempenha avaliação dos distúrbios do sono exercendo com o paciente acompanhamento desde os exames de polissonografia, avaliação dos exames, adaptação de equipamentos de CPAP, monitoramento cardiovascular, tratamento odontológico e a reabilitação fonoaudiológica. E agora um novo vínculo que trata-se de avaliação com o especialista DR. Sergio Barros. A gama de oportunidades para ajudar os clientes com esta dificuldade chama atenção pelo tratamento e monitoramento desses pacientes.

Em relação a atuação fonoaudiológica os pacientes tratados geralmente apresentam a apnéia obstrutiva do sono define-se como a parada do fluxo aéreo durante o sono por alguns segundos, devido à flacidez dos tecidos da faringe que impedem que o ar passe livremente pelas vias aéreas superiores, várias vezes durante a noite. O ronco é o sinal sonoro desta vibração causada pelos tecidos da faringe durante a passagem do ar.

Pessoas com síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) apresentam sonolência diurna excessiva, sono não reparador, cefaléia matutina, enurese, impotência sexual, dificuldade de concentração, cansaço exagerado, irritabilidade, personalidade depressiva e alteração de memória.

A terapia fonoaudiológica miofuncional orofacial ao interferir diretamente na adequação das funções estomatognáticas, principalmente nas estruturas moles, músculos da orofaringe e consequentemente, abertura maior das vias aéreas superiores, melhora a passagem do ar consequentemente o sono, diminuindo o ronco, a apnéia obstrutiva do sono, a sonolência diurna refletindo assim na melhora da qualidade de vida.

O objetivo do trabalho é avaliar e tratar as possíveis alterações fonoaudiológicas encontradas nos pacientes com a SAOS, tendo em vista que as estruturas que compõem o sistema estomatognático são partes constituinte da via aérea superior, sendo assim fonoterapia deve garantir um perfeito funcionamento, integração e sincronicidade entre as seguintes

funções: mastigação, deglutição, sucção, respiração e fala, adequando força e mobilidade da musculatura orofacial e faríngea, reduzindo assim o índice de apnéia e hipopnéia e trazendo uma melhora global ao paciente.

TRATAMENTO

A fonoaudiologia representa uma nova alternativa no tratamento de pacientes com síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS), a partir da terapia miofuncional oral, sendo um complemento ao tratamento propriamente dito da SAOS, que pode ser realizara em conjunto com a dentista e de forma isolada para favorecer  na qualidade do sono do paciente.Os exercícios têm como objetivo fortalecer a musculatura da orofaringe, envolvendo a língua e o palato mole, podendo reduzir os sintomas em torno de 40% e complementando o tratamento na adaptação de placas intraorais, cessar ou diminuir o uso CPAP nasal e até na perda de peso.

Além dos exercícios fonoaudiológicos, a contribuição com orientações sobre padrão de mastigação será de extrema importância para reabilitação destes indivíduos.

A reabilitação pode ser em parceria com os serviços de odontologia bem como quando o paciente necessitar de tratamentos com adaptação do CPAP.

Visto que a duração do tratamento acontece no mínimo de período de três meses dependendo da situação clínica do paciente.

O serviço pode ser realizado na Interne ou até mesmo no domicilio do paciente e a equipe está preparada para atender esse grupo de doentes.