O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Trocas inteligentes na alimentação para quem tem diabetes


Substituir o arroz branco pelo integral e o pão francês pelo de centeio são mudanças na alimentação que fazem uma boa diferença na hora de controlar o diabetes.

Ter diabetes não significa renunciar aos alimentos que você mais gosta. Fazer as substituições certas no cardápio ajuda a manter o problema sob controle, segundo Katia Cristina Andrade, pesquisadora da área de nutrição humana e professora da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (SP).

"Recomendamos trocar a farinha branca pela integral, por exemplo, porque as fibras desta segunda versão reduzem a absorção de gordura e controlam a glicemia", explica Katia.

Se o receio é ter que consumir pratos sem graça, tranquilize-se. Receitas preparadas com ingredientes integrais ficam tão gostosas quanto as que são feitas com a versão normal. De quebra, melhoram a saúde geral porque estimulam o bom funcionamento do intestino. A seguir, veja quais alimentos evitar e como substituí-los.

Sucos

Embora saudáveis, geralmente atingem a cota das três porções de frutas que o diabético pode consumir por dia. Um simples suco de laranja tem glicose suficiente para elevar a glicemia. Então, cuidado ao ingerir a bebida. Prefira a fruta.

Açúcar e mel

Eles têm sacarose, a vilã dos diabéticos. Prefira adoçantes como estévia e sucralose, que podem ser usados em sucos, chás, vitaminas e cafés. No preparo de doces, pães e biscoitos, use versões para forno e fogão.

Arroz branco

Os carboidratos presentes neste alimento são digeridos mais lentamente pelo organismo, liberando a glicose em pequenas doses. Prefira o arroz integral, que tem fibras e ainda prolonga a sensação de saciedade.

Cereais refinados

Mais uma vez, dê preferência aos integrais, porque retardam a absorção de glicose, facilitando o controle da glicemia. O farelo de aveia e a linhaça são boas opções para incrementar sucos e vitaminas.

Leite integral

Escolha o tipo desnatado, que contém a mesma quantidade de cálcio e menos gordura.

Industrializados

Evite refrigerantes e guloseimas, pois são ricos em sódio, substância que aumenta o risco de hipertensão. Prefira alimentos naturais, como frutas e legumes, que são uma boa fonte de fibras. Mas coma com moderação!

Excesso de gordura

Evite sobretudo as de origem animal, como a manteiga. Prefira azeite de oliva extravirgem e os óleos de linhaça e canola, mais saudáveis que o de soja.

Sal

Ele aumenta as chances de desenvolver pressão alta, um dos fatores de risco para o diabetes. Escolha temperos naturais, como alho e cebola, e invista em ervas (salsa, orégano, manjericão e alecrim) para dar mais sabor.


Fonte: Portal Abril - M de Mulher