O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Sono melhora exercício, equilibra o apetite e ajuda a eliminar gordura


Uma boa noite de sono equilibra hormônios importantes para a recuperação e manutenção de diversas funções do organismo, além de regular o apetite

Uma boa noite de sono é importante para o aproveitamento tanto nos treinos quanto nas competições. Durante a noite as glândulas hipotálamo e hipófise ficam responsáveis pela produção e liberação de hormônios. Por exemplo, na infância cerca de 90% do hormônio do crescimento é liberado durante o sono. Nos adultos esse hormônio é responsável pela recuperação da energia física do  corpo e por dar disposição e motivação para as atividades diárias, além de contribuir para a eliminação de gordura, redução da flacidez dos músculos e da fragilidade dos ossos.

O apetite também está ligado ao sono, durante o descanso é liberada uma grande quantidade de leptina, hormônio que age principalmente no controle do apetite, no aumento do gasto energético e no metabolismo da glicose e das gorduras.

A atenção, a concentração e memorização podem ficar comprometidas quando o sono é ineficaz, prejudicando as atividades que requeiram maior precisão. Além disso, o cansaço físico pode diminuir a força e velocidade da resposta muscular.

A falta de sono afeta a atenção e a concentração, como os movimentos musculares no esporte precisam de boa atenção para uma adequada sincronia e máximo desempenho, a insônia pode afetar o resultado.

A falta de sono compromete seriamente vários processos metabólicos fundamentais para o equilíbrio de todo o organismo a curto, a médio e longo prazo.

-Entre as consequências da insônia destaca-se o estresse crônico que afeta o equilíbrio de um hormônio chamado cortisol que é importante para o sistema imunológico, deixando o organismo mais susceptível a infecções, comenta o Dr. Alexandre Leopold Busse.

A redução das horas de sono aumenta o risco de desenvolver diabetes já que inibe a produção de insulina pelo pâncreas (a insulina é o hormônio que retira o excesso de açúcar do sangue). Outras consequências da insônia são depressão, irritabilidade, dor de cabeça.

Boa noite de sono

Uma boa noite de sono depende de muitos fatores e existem variações individuais, mas um adulto necessita de 7 a 8 horas de sono para que o corpo se recupere. As crianças precisam de mais horas e idosos menos horas para uma boa recuperação

Dicas para se ter uma boa noite de sono:

-Ter horários regulares para deitar e levantar.

-Ambiente com baixa luminosidade e baixo ruído, além de adequada temperatura.

-Evitar abuso de café, chás, refrigerantes e bebidas alcoólicas principalmente de noite.

-Evitar ler ou assistir televisão na cama.

-Evitar sonecas prolongadas durante o dia.

Exercício ajuda contra a insônia

- A maioria dos casos de insônia crônica são causados por problemas emocionais como ansiedade, depressão e estresse. Os exercícios físicos ajudam a regular o sono e são coadjuvantes no tratamento dos problemas emocionais, a atividade física libera endorfinas, substâncias relacionados à sensação de bem estar, complementa Dr. Alexandre.

Quando o esporte é praticado ao ar livre, com exposição à luz, tem um efeito adicional na regulação de um hormônio chamado melatonina que também tem participação na regulação do sono.

Hora certa de treinar

Os exercícios físicos ajudam comprovadamente a ter um sono melhor. Porém algumas pessoas podem ter o sono prejudicado quando se exercitam à noite. Durante o exercício existe uma liberação de adrenalina que pode, em algumas pessoas, ter uma excitação psíquica por tempo mais prolongado no pós-exercício e atrapalhar o início do sono. Portanto se o exercício for feito mais cedo, haverá naturalmente um relaxamento após algum tempo oque pode até favorecer o início do sono.

 

Fonte:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2014/03/sono-melhora-exercicio-equilibra-o-apetite-e-ajuda-eliminar-gordura.html