O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Médicas alertam para doenças que não são transmitidas pela pele


Muitas não são contagiosas. Micose e sarna são as únicas doenças transmitidas pelo contato da pele.

A pele é o orgão mais aparente e mais visto do corpo humano e, por isso, é fácil reparar quando há algo diferente. Muita gente, inclusive, tem preconceito e julgam quem tem algum problema de pele, mas como explicaram as dermatologistas Márcia Purceli e Denise Steiner no Bem Estar da última quinta-feira (29), muitas doenças que as pessoas acham que são contagiosas ou transmitidas pela pele, na verdade, não são.

Por exemplo, albinismo, dermatite atópica, epidermose bolhosa e ictiose são algumas que chamam a atenção, mas não são transmitidas pelo contato da pele. A ictiose, por exemplo, é uma doença rara provocada por uma mutação genética, que deixa a pele muito seca.

Outro problema que também causa preconceito é a hanseníase, que causa manchas em várias partes do corpo - a doença tem cura e não é transmitida pelo contato com a pele. O vitiligo também não é contagioso já que é uma doença genética, em que o sistema imunológico do próprio paciente ataca as células que produzem pigmento para a pele. Existe ainda a epidermose bolhosa, doença que faz a pele se desmanchar a qualquer toque, causando feridas, ela não tem cura, mas também não é contagiosa.

Ao contrário de todos esses exemplos, existem apenas dois problemas que podem ser contagiosos e transmitidos pelo toque, que são a micose e a sarna. No caso das mulheres, o hábito de deixar as unhas das mãos e pés sempre com esmalte pode ser um problema porque pode mascarar sinais da micose. Por isso, a dica da dermatologista Márcia Purceli é deixar a unha, pelo menos, um dia sem esmalte e não pintar os pés durante o inverno, por exemplo. A médica ressalta que o tratamento da micose é longo e, para evitar, é fundamental não compartilhar objetos, como chinelos.

 

Fonte:http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/05/medicas-alertam-para-doencas-que-nao-sao-transmitidas-pela-pele.html