O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Barulhos demais podem causar doença cardíaca e ganho de peso


Na última semana, pesquisadores de diversas partes do mundo se reuniram para discutir poluição sonora no Japão, onde foram apresentadas diversas pesquisas

Estamos cercados pelos sons de máquinas, do trânsito e tantos outros que fazem parte da vida moderna. Mas ouvir esses ruídos por muito tempo ou na hora errada pode causar danos silenciosos à saúde.

Estudos mostram que os problemas não são somente nos ouvidos, mas também nos vasos sanguíneos e coração. Na última semana, especialistas se reuniram no Japão para discutir a relação da poluição sonora com o ganho de peso. Pesquisadores da Universidade de Karolinska, na Suécia, descobriram ainda no ano passado que quanto mais alto e ruído do tráfego as pessoas eram expostas, maior era a circunferência de suas cinturas. As informações são do Daily Mail.

No último mês a descoberta dos pesquisadores da universidade foi ainda mias dramática em relação ao barulho emitido por aviões. Após acompanhar a vida de 5 mil pessoas por 10 anos, relataram que as cinturas aos mais expostos ao ruído das aeronaves aumentaram, em média, 6 centímetros. Pesquisadores do Imperial College de Londres descobriram que altos níveis de exposição ao ruído ainda pode elevar em 20% o risco de hospitalização por doenças cardíacas.

Os efeitos da poluição sonora são ainda sentidos por bebês no útero. Em outros estudos apresentados na conferência da semana passada, pesquisadores da Universidade de Utrecht, na Holanda, examinaram dados de mais de 68 mil nascimentos e descobriram que, para cada aumento de seis decibéis do ruído do tráfego, houve uma queda de 15g a 23g no peso do bebê no nascimento. O baixo peso ao nascer está associado a uma série de problemas de saúde a longo prazo, como pressão arterial alta, diabetes e doenças cardíacas.

 

Fonte:http://saude.terra.com.br/bem-estar/barulhos-demais-podem-causar-doenca-cardiaca-e-ganho-de-peso,bfef4b79d0886410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html