O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Recife na rota do tênis


O SIM - Serviço Interne Móvel - é referência na manutenção da saúde em eventos. Os principais acontecimentos da capital pernambucana contam com a Interne Soluções em Saúde para cuidar de seus participantes. E no Campeonato de Tênis não é diferente. 

O IV Recife Open Internacional de Tênis começou sábado e a Interne está prestando total assistência aos frequentadores do campeonato. Os maiores atletas do Brasil e do Mundo estão em Recife para disputar a competição. A volta do chileno Nicolas Massu é um dos destaques do evento.

Dono de cinco títulos da ATP e da cobiçada medalha de ouro olímpica, conquistada em Atenas-2000, além de ex-top 9 do ranking mundial, o chileno tem nesse torneio sua grande chance de voltar ao topo do ranking. Nicolas tenta retomar a boa fase depois de uma sequência de lesões e joga no Recife em busca de pontos para subir na classificação. Além de Nicolas Massu, outros atletas já desembarcaram em Recife.

O argentino Joaquin Jesus Monteferrario, o português Pedro Sousa, o uruguaio Martin Cuevas e os brasileiros Marcelo Demoliner, Nicolas Santos, Fabiano de Paula e Diego Matos são alguns desses. O torneio distribui US$ 50 mil em premiação. Só o primeiro colocado conquista US$ 7.200,00 mais 80 pontos no ranking mundial. Atletas do Brasil e do Mundo desembarcaram no Recife para a competição.

A Interne Soluções em Saúde participa da festa do tênis internacional e disponibiliza um posto médico e uma ambulância para qualquer necessidade. Garantia de segurança em saúde para os amantes do esporte. Tenistas e espectadores assegurados por uma empresa campeã na promoção da saúde.

Assim como a Interne que apóia alguns projetos sociais, os organizadores do Recife Open também têm esta preocupação. Pensando nisso, incluíram 60 crianças de comunidades carentes da Cidade para trabalharem durante o evento. Esses jovens fazem parte do projeto "“"Tênis para a Vida” que tem a coordenação da Prefeitura do Recife.

Essas crianças são de comunidades carentes da Cidade, que aprendem no projeto toda a história do tênis e também como jogá-lo. Além disso, esses meninos são boleiros nos campeonatos que aqui acontecem. O critério usado na escolha dos selecionados é o rendimento escolar e seu comportamento em casa, com sua família. Essa é uma maneira de tirar essas crianças do ócio e de incentivá-las a praticar um esporte.


Galeria de imagens