O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Pela Dra. Lillian Cordeiro - Envelhecimento Saudável - Incontinência Urinária


Confira as orientações da coordenadora médica do FiqBem para um envelhecimento saudável



Dra. Lillian Cordeiro é formada pela UFPE em medicina 2002, com residência médica em clínica médica pelo HC-UFPE 2004 e em endocrinologia pelo Hospital Agamenom Magalhães 2006. Especialista em Endocrinologia pela SBEM 2007. Com experiência em direção médica do Hospital São Marcos 2010-2013. Atual coordenadora médica do programa FiqBem da Interne Solucões em Saúde.


Incontinência Urinária


A Incontinência Urinária (IU) consiste na perda involuntária de urina e representa um sério problema de saúde.

Afeta milhões de pessoas e pode ocorrer em qualquer idade, tendendo a manifestar-se mais freqüentemente com o aumentar da idade, principalmente, nas mulheres, na perimenopausa. 

Estima-se que entre as pessoas idosas, a prevalência é de aproximadamente 10 a 15% entre os homens e de 20 a 35% entre as mulheres.

A ocorrência de Incontinência Urinária tende a aumentar à medida que aumentam o número de medicamentos em uso e as comorbidades. Predispõe à infecções, do trato urinário e genital; contribui para disfunção sexual e para perda da função renal; afeta a qualidade do sono (normalmente interrompendo-o) e predispõe à ocorrência de quedas.

Tem grande impacto sobre a qualidade de vida das pessoas idosas causando,

geralmente, grande constrangimento e induzindo ao isolamento social e à depressão. É uma condição que tem tratamento devendo-se sempre ser manejada por médico urologista ou geriatra.