O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Cérebro envelhece mais rápido em idosos que dormem pouco


Voluntários que dormiam menos horas apresentaram declínio no desempenho cognitivo

Quanto menos os idosos dormem, mais rápido o cérebro envelhece. Aqueles que têm menos horas de sono apresentam rápido aumento do ventrículo cerebral, um marcador para o declínio cognitivo e para o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer. Os dados são de uma pesquisa da Escola de Medicina de Singapura Duke-NUS e foram publicados pelo jornal Daily Mail.

Os cientistas analisaram 66 adultos chineses mais velhos, que foram submetidos a exames cerebrais por meio de ressonância magnética e avaliações neuropsicológicas a cada dois anos. Todos responderam questões sobre duração do sono. Os voluntários que dormiam menos horas mostraram evidências de rápido aumento do ventrículo e declínio no desempenho cognitivo.

“Nossas descobertas relacionam sono curto como um marcador de envelhecimento do cérebro. Trabalhos feitos em outros lugares sugerem que sete horas por dia para adultos parece ser o ponto ideal para um ótimo desempenho em testes cognitivos baseados em computador”, disse o cientista June Lo.

Vale lembrar que uma pesquisa recente mostrou que dormir demais na meia-idade pode ser tão ruim quanto dormir pouco. Um estudo com quase 9 mil pessoas contatou que as pessoas com idade entre 50 e 64 anos que dormiam menos de seis horas por noite ou mais de oito se saíram pior em testes de memória e habilidade de tomada de decisão. Mas o poder do cérebro só foi reduzido para idosos de 65 a 89 que dormiram muito.

 

Fonte:http://saude.terra.com.br/bem-estar/cerebro-envelhece-mais-rapido-em-idosos-que-dormem-pouco,3016905a137f6410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html