O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Pressão alta na meia idade pode prejudicar funções cerebrais



A nova pesquisa analisou 14 mil pessoas com idades entre 48 e 67 anos durante 20 anos


Sofrer de pressão alta durante a meia idade pode prejudicar as funções cerebrais no futuro e até causar demência, de acordo com um novo estudo. Segundo a pesquisa, a hipertensão na meia idade diminui em 6,5% a eficácia da memória, da concentração e de outras funções do cérebro dentro de 20 anos. No entanto, os medicamentos para a condição podem amenizar os efeitos colaterais nas funções cognitivas se começarem a ser tomados cedo. As informações são do Daily Mail.


"Iniciar o tratamento logo é fundamental para evitar esse quadro", explica Rebecca Gottesman, da Johns Hopkins University School of Medicine. "Nosso estudo sugere que a pressão alta durante a meia idade seja um fator mais importante do que a hipertensão na terceira idade para a integridade das funções cognitivas", acrescentou.


O estudo analisou 14 mil pessoas com idades entre 48 e 67 anos durante duas décadas e comparou as funções cerebrais naqueles com hipertensão, pré-hipertensão e pressão arterial normal. Os participantes tiveram suas pressões medidas cinco vezes durante os 20 anos e também fizeram testes mentais, inclusive de memória. Os resultados mostraram que o declínio nas funções cerebrais nos hipertensos foi 6,5% maior do que naqueles com pressão normal.


A pesquisa ainda revelou que os participantes que sofriam de pressão alta, mas tomava medicamentos, apresentaram menos declínio cognitivo durante os dois anos do que os voluntários que não trataram a condição.



Fonte: http://saude.terra.com.br/doencas-e-tratamentos/pressao-alta-na-meia-idade-pode-prejudicar-funcoes-cerebrais,85cf343bc77a7410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html