O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Um em cada sete indivíduos tem confusão mental ao ser acordado


Você fica completamente desorientado quando o despertador toca de manhã? Pois esse estado de embriaguez ao acordar é mais comum do que se imaginava. Segundo um novo estudo, o problema afeta uma em cada sete pessoas.  

A confusão mental, que em geral ocorre depois de um despertar forçado, pode durar meia hora ou mais. Tem gente que atende o telefone em vez de desligar o alarme, por exemplo. E há casos de indivíduos que chegam a ter comportamentos violentos nesse período, esquecendo o que aconteceu logo depois. 

O trabalho, feito por pesquisadores da faculdade de medicina de Stanford em Palo Alto, na Califórnia, e publicado na revista Neurology, detectou uma incidência de 15% no transtorno, chamado oficialmente de “despertar confusional”. A proporção é quatro vezes maior do que indicavam as estimativas anteriores. 

Para chegar à conclusão, foram entrevistadas 19.136 pessoas com 18 anos ou mais. Elas foram questionadas sobre seus hábitos de sono, sobre uso de medicamentos e eventuais transtornos mentais. 

Em 84% dos casos, quem sofria com o problema também apresentava outro transtorno de sono, algum transtorno psiquiátrico ou usava certos remédios, como antidepressivos. E a frequência aumentava quando a pessoa tinha dormido demais ou de menos.

Segundo os autores, o despertar confusional tem recebido bem menos atenção do que deveria, embora as consequências possam ser tão graves quanto às do sonambulismo.

 

 

Fonte: http://doutorjairo.blogosfera.uol.com.br/2014/08/27/um-em-cada-sete-individuos-tem-confusao-mental-ao-ser-acordado/