O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

A Importância da Implantação de um Protocolo de Prevenção e Tratamento de Feridas em um Home Care da Cidade do Recife

Este artigo cientifico feito por Dulce Janaina Gomes de Morais e Wyndira Marhalles Venâncio, tem em seu objetivo informar e mostrar o quanto é importante a implementação de protocolos de prevenção e tratamento de feridas através do serviço home care.  Este trabalho descritivo teve seu estudo feito através dos serviços da Interne Soluções em Saúde, e foi feito no ano de 2009.

DULCE JANAINA GOMES DE MORAIS; WYNDIRA MARHALLE S. N. VENÂNCIO


Introdução: O tratamento do portador de ferida é dinâmico e deve acompanhar a evolução científico-tecnológica. Existe uma comissão de curativos do home care, onde houve a elaboração de um protocolo de tratamento de feridas para organizar e sistematizar a assistência domiciliar prestada ao paciente portador de ferida. O protocolo visa instrumentalizar as ações dos profissionais e sistematizar a assistência a ser prestada ao portador de ferida, além fornecer subsídios para implementação deste tratamento.

Tem como Objetivo Geral Divulgar a Necessidade e importância da implementação do protocolo de prevenção e tratamento de feridas em um home care da cidade do Recife e Específicos Definir as atribuições da equipe de enfermagem no ambiente domiciliar diante ao paciente portador de lesão; Estabelecer os Procedimentos operacionais padrão para realização de curativos bem como padronização de coberturas; Informar a importância da padronização de coberturas e uso do protocolo pelos profissionais de enfermagem.

Metodologia: O trabalho se caracteriza como um estudo descritivo exploratório realizado em um home care da Cidade do Recife, baseado na elaboração do protocolo de feridas elaborado em janeiro de 2009.

Resultados O Protocolo de Prevenção e Tratamento de Feridas servirá de instrumento voltado ao conhecimento de como prevenir e tratar lesões, desde a fisiologia da lesão até suas complicações, podendo-se conhecer os mais variados tipos de produtos utilizados especificamente no tratamento. A equipe de enfermagem habilitada, determinam as diretrizes para  se estabelecer  critérios para tratamento para  o procedimento seja considerado adequado, A enfermeira do programa de curativos avalia a lesão para daí documentar o tamanho, a profundidade da ferida e a natureza da drenagem (cor, odor, consistência, quantidade), condição e aparência da pele circundante. E posteriormente definir junto à cobertura adequada para o tratamento da lesão. Após prescrição de coberturas e cuidados gerais a serem tomados com as lesões, equipe de técnicos de enfermagem assumem a realização dos curativos diários e as enfermeiras supervisoras realizarão o procedimento e a evolução de enfermagem para acompanhar a evolução do tratamento.

O Processo curativo depende do próprio organismo, na medida em que se adotam procedimentos terapêuticos com a finalidade de promover a cicatrização da lesão há uma facilidade neste processo, a cobertura ideal, é aquela que fornece as melhores condições para cicatrização dependendo do estagio em que a ferida se encontra. O protocolo vem definir a maneira correta de realização de curativos, de forma padronizada onde toda a equipe trabalha uniformemente com o objetivo de tratar a lesão de maneira personalizada, adotando uma visão holística do paciente, sem gastos desnecessários. A importância do protocolo tem como vantagem a padronização das ações, evitando erros de conduta, ao mesmo tempo em que agilizam os procedimentos atendendo aos anseios de pacientes e da empresa.

Conclusão: O planejamento cuidadoso não apenas economiza tempo, como também ajuda a evitar o uso de tratamentos e procedimentos inadequados ou não eficazes . Com uma maior compreensão da assistência adequada é de fato possível prestar uma qualidade de assistência melhorada, ao passo que diminui os custos e evitar complicações