O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Dica Tô Saudável - 08.10.2014


O toque saúde de hoje fala sobre as marmitas, sem perder o foco nas dietas  

Você pode marmitar sem perder a elegância! 

Existem vários modelos descolados de recipientes próprios para você transportar comida de casa para o trabalho, sem se esquecer de manter a dieta. 

Lembre-se que sua marmita do almoço deve estar completa – com todos os alimentos necessários para uma boa nutrição. 

Ou seja, nela é preciso conter algum tipo de carboidrato (arroz, massa ou batata); uma proteína magra (ovo, carne, frango, ou peixe); uma leguminosa ou grão (feijão, lentinha ou grão-de-bico) e não podemos nos esquecer de muitas folhas e legumes. 

A refeição ficou colorida? Ótimo! Isso é um sinal que você fez boas combinações que garantem nutrientes variados ao seu organismo.

 

O próximo passo é o armazenamento correto da comida. Os alimentos que precisam ser aquecidos devem está em um recipiente diferente daqueles que podem ser consumidos frios. Por exemplo, não colocar o grelhado junto com a salada. Isso evita que as folhas fiquem murchas e sem frescor. 

Para preparar as marmitas é preciso se organizar. Tem gente que apronta no dia anterior ou no mesmo dia cedinho. No domingo, deixe o combo “arroz e feijão” prontos em potinhos separados para os dias da semana. No restante dos dias, basta apenas montar uma saladinha e a proteína magra para acompanhar. 

Organização é a palavra chave para sua dieta e essa dica não vale apenas para o almoço, organize seus lanches também. Comer de três em três horas é um toque fundamental.