O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Você já ouviu falar na “Inércia do sono”?

Ela pode ser o motivo do seu cansaço, mesmo após uma “boa” noite de sono.

 

Fatores comportamentais e ambientais, assim como a profundidade do sono do qual a pessoa é despertada, podem ser fatores de inércia do sono, segundo pesquisa publicada em 1999 no periódico americano "Journal of Sleep Research". Mas você já tinha ouvido falar dela?

Os sinais de inércia do sono podem persistir por alguns minutos ou horas após o despertar. A depressão pode ser um fator na inércia do sono. Crianças com transtorno bipolar, uma doença mental que causa períodos alternados de depressão e mania, podem ter padrões de sono anormais e serem propensas a este problema.

De acordo com um especialista do sono – este tipo de inércia pode ser responsável por aquela sensação de cansaço que aparece, mesmo depois de uma “boa” e longa noite de sono. Veja abaixo uma matéria que fala a respeito do assunto:


Por que você sente cansaço após uma boa noite de sono?



A pergunta: em várias ocasiões, ao acordar após uma noite "boa" de sono, eu ainda me sentia surpreendentemente cansada e letárgica. Por quê? Por que eu não consigo acordar disposta depois ter dado ao meu corpo o descanso ininterrupto que eu sei que ele precisa? 


A resposta: Embora existam várias explicações possíveis para esse sentimento pouco apreciado de nebulosidade, o Dr. Michael Decker, especialista em sono e professor adjunto da Escola de Enfermagem da Case Western, sugere que algo chamado de inércia do sono pode ser o culpado disso.

“Enquanto dormimos, nosso cérebro passa por vários estágios, conhecidos como o ‘movimento não rápido dos olhos’ (NREM, sigla em inglês), o ‘sono de ondas lentas’ (SWS) e ‘movimento rápido dos olhos’ (REM),” disse Decker ao Huffington Post.

"Embora esteja dormindo, o cérebro é metabolicamente muito ativo durante a fase de sono REM, e bem ativo durante o sono NREM. Na parte da manhã, normalmente despertamos do sono NREM. Como o nosso cérebro já está metabolicamente ativo, o salto para a consciência é muito rápido." 

No entanto, quando ainda estamos em SWS, o cérebro reduz a atividade metabólica, o que limita significativamente a nossa consciência e a capacidade de resposta, de acordo com Decker. Se acontecer de estarmos em SWS quando o despertador toca, o salto para a consciência é mais perturbador do que o experimentado no estágio de sono NREM ou REM. 

"O termo 'inércia do sono' descreve esse período de tempo em que o nosso cérebro tem dificuldades para se ocupar de suas áreas de manutenção da vigília, suas áreas cognitivas e de tomada de decisões, bem como áreas de função motora", disse Decker. Esta transição pode levar um pouco mais de tempo, de uma hora - até quatro horas - para ocorrer.

Além da ciência da inércia do sono, esta lentidão matinal também pode ser atribuída a uma variedade de distúrbios do sono, disse Decker. 

Desde a apneia do sono até movimentos periódicos de extremidades, as pessoas podem ter dificuldades com um distúrbio do sono e não necessariamente perceberem isso. Estas condições interrompem a continuidade e a qualidade do sono, exacerbando ainda mais os sentimentos de sonolência, mesmo depois de oito horas de sono.

Um culpado final poderia ser o amigo peludo enroscado no pé da cama, disse Decker. Nós sabemos que você o ama, mas os movimentos do meio da noite do seu animal de estimação pode atrapalhar o seu sono e, além disso, os chamados dele para ir ao banheiro às 5 horas da madrugada certamente não ajudam. Quanto mais ele acordar você durante a noite, mais você deve esperar que o sentimento grogue permaneça durante toda a manhã.


Fonte: http://www.brasilpost.com.br/2015/03/25/cansaco-sono_n_6941154.html



Fonte de pesquisa:  www.sono.org.br


INTERNE