O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Dormir até tarde nos finais de semana não ajuda a compensar os danos à saúde de outros dias!

Muita gente aproveita os dias de repouso em casa para ficar na cama até mais tarde, achando que isso consola as noites mal dormidas de antes. No entanto, os endocrinologistas dizem que essa prática, mais conhecida por “jet lag” social, não é saudável.

Quando chega o feriadão prolongado, muita gente só pensa em ficar na cama até mais tarde – para recuperar o sono perdido. Pode até ser comum e interessante, mas especialistas dizem que essa prática pode até diminuir a sensação de sonolência, mas não é capaz de reverter os possíveis danos à saúde causados pela privação do sono em outros dias. 

Dormir mais aos finais de semana não é suficiente para reparar todos os danos causados à saúde pelas poucas horas de sono durante o restante da semana. Essa é a conclusão de um estudo publicado no periódico American Journal of Physiology-Endocrinology and Metabolism. Segundo os autores da pesquisa, o hábito pode até diminuir a sensação de sonolência e o stress, mas não é capaz de evitar problemas causados pela privação do sono, como dificuldade de concentração. 

Um padrão irregular de sono faz com que a pessoa sinta sono nos momentos em que deveria estar alerta. Quando um indivíduo apresenta este padrão desorganizado, ocorre um ‘desalinhamento’ no relógio biológico e o corpo passa a perder o ritmo. O sono passa a ocorrer em horas em que deveríamos estar alertas, como no trânsito, por exemplo e a fome aparece em horários diversos e sem relação com o fato de estar alimentado ou não. 

As horas extras na cama interrompem o ciclo circadiano, que regula o relógio biológico interno. Como o ciclo dura cerca de 24 horas, a permanência na cama por mais tempo do que o normal no fim de semana confunde o relógio do corpo, resultando em maior cansaço quando as pessoas tentam voltar ao seu padrão normal. 

Além disso, um sono insuficiente pode, por exemplo, elevar os níveis de moléculas no corpo que estão relacionadas a quadros de inflamação, além de aumentar a quantidade de cortisol, um hormônio secretado em situações de stress, e desregular as taxas de açúcar no sangue. 

Portanto, aproveite – sim – seu feriadão para colocar o sono em dia, mas não faça isso de forma exagerada. Acorde um pouco mais cedo e faça alguma atividade física saudável – já é um bom começo.


Dicas para um sono de qualidade

- Tente dormir ao menos meia hora a mais durante a semana e retire 30 minutos dos finais de semana

- Evite cafeína até três horas antes de dormir

- Evite chocolate, chá preto e alimentos de difícil digestão, gordurosos ou condimentados

- Durma num ambiente bem escuro, sem ruído e com temperatura agradável



Fontes de pesquisa: http://hypescience.com

                                      www.sono.org.br


INTERNE