O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

CuraBem: Das dificuldades ao apogeu, números que consolidam um sucesso!

Com amor pela profissão, com sua dedicação e de todos os envolvidos – Janaína conseguiu a credibilidade de convênios e parceiros.


Janaína Morais (ao centro) com alguns membros de sua equipe atual e outras profissionais da Interne.



Na quarta matéria da série “CuraBem: um nome a frente da ideia, uma equipe por trás do sucesso!”, você vai conhecer o restante da história deste programa, que o leva a consolidação e o sucesso que é hoje, desde as dificuldades até os resultados alcançados.

O CuraBem trabalha com o que existe de mais atual em tecnologia relacionado ao tratamento de lesões, ao mesmo tempo em que se preocupa com metas de custo. Essa possibilidade visa o ajuste perfeito dos produtos diante da necessidade de cada paciente, pois a evolução terapêutica vem sendo acompanhada enquanto a conduta se molda ao estado clínico do paciente conforme sua evolução, tornando-se assim um serviço de qualidade, com uma equipe voltada ao conhecimento teórico e prático.

A enfermeira e hoje Gerente do Programa lembra que no começo não era bem assim. Mesmo com as dificuldades, Janaína Morais acreditava que com muito trabalho e dedicação – números positivos surgiriam muito em breve. “Foram inúmeras dificuldades, tudo que é novo incomoda, e alinhar os processos demanda tempo e dedicação, mas persistir é meu maior objetivo”, comenta Janaína.

Diversas vezes, seu amor pela profissão falou mais alto, ela teve que começar do zero e, por exemplo, implantar um serviço com qualidade, para gerar indicadores e capacitar pessoas com técnicas perfeitas. Mesmo que os erros existissem, era preciso sempre recomeçar. “Nosso lema sempre foi que somos intolerantes aos erros, isso não quer dizer que não erramos, mas não podemos continuar com erros recorrentes”, lembra.

“Foi difícil explorar um mercado novo, o primeiro problema foi: conseguir contratos de extensões com os convênios, gerar credibilidade, esse era o objetivo na época, fazer com que as pessoas acreditassem que o CuraBem era muito bom, trazendo consigo um conceito que faz a diferença através de estudos específicos, como o CPC (Ciclo Perfeito da Cura)”, recordar a Gerente do Programa.

Em 2011, o Espaço Interne foi inaugurado, com mais uma opção de atendimento aos pacientes portadores de feridas e estomias. Garantindo ao Programa ainda mais público. Aproximadamente 850 pacientes já foram atendidos, contando os atendimentos domiciliar, Espaço Interne e junto com o Fiqbem.

Além disso, O CuraBem já foi diversas vezes lembrado em congressos de saúde. “Conseguimos alguns trabalhos científicos apresentados em congressos, fiz palestras para alguns simpósios e congressos”, destaca Janaína.

“Este ano ganharemos a certificação por boas praticas, através da prevenção de lesões de pele”, frisa a enfermeira antes de falar sobre a conquista do programa junto ao COREN. “No COREN conseguimos a liberação para que as enfermeiras especialistas assinassem a prescrição e assim é feito até hoje, os convênios entenderam e acataram, hoje temos a autonomia de prescrever as condutas terapêuticas dos curativos e assinar as prescrições”, explica.

O sucesso do CuraBem é tão evidente que Janaína já participou destes seguintes eventos, através do Programa:


- 16º Encontro PE de angiologia,

Palestra: “Úlcera estase venosa: Nem todos os curativos são iguais.”

- 1º Seminário PE de enfermagem em feridas,

Palestra: “Prevenção x tratamento das feridas, como proceder?”

- 1º Workshop em assistência domiciliar em Recife- PE

Palestra: “Inovação no tratamento de feridas”


Bem, na próxima matéria, vamos nos aprofundar no Programa em si – e conhecer suas pretensões futuras!


INTERNE