O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

INTERNE ALERTA: Cerca de 40% dos diabéticos sofrem de alteração oftalmológica!


Segundo recente pesquisa, metade das pessoas com diabetes tipo 2 relata ter receio da perda da visão.

Dificuldade de foco, catarata, glaucoma e danos na retina são as principais complicações oftalmológicas provocadas pelo não controle do Diabetes. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, a falta de informações associada à ausência de sintomas pode causar cegueira em 40% dos diabéticos. O que nem todos os pacientes sabem é que metade desses casos pode ser evitada se forem realizados regularmente os exames oftalmológicos preventivos.

O diabetes é uma doença crônica que se não tratada adequadamente pode gerar complicações em vários órgãos e sistemas.  Os olhos representam um desses órgãos que são amplamente afetados ao longo dos anos nos diabéticos.

As alterações na retina ocorrem de forma gradual e dependem do tempo da doença, do controle da mesma e da associação com outros fatores que também danificam a retina, como a hipertensão, por exemplo.  Para prevenir essa complicação, que é chamada de retinopatia diabética, é importante que o paciente mantenha seus níveis de glicose bem controlados, assim como sua pressão arterial. Além disso, deverá realizar consulta com oftalmologista anualmente para a realização do exame do fundo do olho.

Segundo uma recente pesquisa, metade das pessoas com diabetes tipo 2 relata ter receio da perda da visão. Veja uma matéria publicada no Blog Casa Saudável que fala sobre o assunto:


Metade das pessoas com diabetes tipo 2 relata ter receio de perda da visão, diz pesquisa


Pessoas com diabetes temem ter perda gradativa da visão (Foto: Free Images)


Problemas que podem levar à perda gradativa da visão são consequências temidas por quem que convive com a diabetes tipo 2. Mesmo assim, a maioria dos pacientes ainda considera que complicações desse tipo são algo que dificilmente acontecerá com eles. Esse é um dos destaques da pesquisa Time 2 do More, realizada pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), que avaliou mil pacientes com a doença e médicos em seis países, incluindo o Brasil. O estudo teve apoio da farmacêutica Novartis.

De acordo com o levantamento, 50% dos pacientes relataram ser a perda da visão, ocasionada por doenças como o edema macular diabético e a retinopatia, a complicação da doença mais temida, à frente de doenças cardíacas (21%), renais (11%) e de circulação (10%). “As doenças da retina são uma das principais causas de cegueira irreversível e também uma das principais consequências da diabetes”, explica o oftalmologista especializado em retina Jorge Rocha, diretor da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV) e coordenador da campanha Veja bem. Veja para sempre, que alerta a população sobre o tema.

Entre as possíveis complicações oftalmológicas da diabetes, o edema macular diabético é a que gera maior preocupação e risco de cegueira. Esse problema acontece em decorrência de outra doença: a retinopatia diabética, que atinge os vasos sanguíneos dos olhos e é consequência do excesso prolongado de açúcar no sangue.

“As doenças da retina geralmente revelam também a falta de controle adequado da diabetes tipo 2. Pouca gente se dá conta, mas a diabetes já é a principal responsável pela cegueira entre pessoas economicamente ativas, à frente da catarata e do glaucoma”, alerta o presidente da SBRV, André Gomes. “Queremos sensibilizar o público para o fato de que não podemos perder a visão. É preciso controlar a doença. Quem tem diabetes deve procurar sempre um especialista em retina para acompanhamento”, completa.

As alterações iniciais na retina podem ser assintomáticas e dessa forma se o médico não for consultado elas tenderão a aumentar sem o paciente perceber, ou só detectando quando a visão já estiver bastante comprometida. O Diabetes no Brasil e no mundo é uma das principais causas de cegueira e isso pode ser amplamente prevenido com consulta ao oftalmologista de forma periódica. Quando a lesão na retina já estiver instalada essas consultas tenderão a ser mais frequentes.

Como o Diabetes é uma doença com um retardo no diagnóstico de 5-7 anos, no caso do diabetes tipo 2,  tão logo ele seja feito o paciente precisará ser encaminhado de imediato ao oftalmologista. Cuidado especial também deve ser dado a diabéticas que engravidam, pois podem apresentar aceleramento do grau de retinopatia durante toda a gestação.

É um mito achar que todo diabético necessariamente sofrerá danos na sua visão, mas é certo que isso ocorrerá naqueles que não são acompanhados regularmente e, sobretudo, não mantém suas taxas controladas. Uma vez instaladas as alterações na visão os tratamentos poderão no máximo estabilizar o quadro, mas não revertê-lo por completo.  A prevenção mais uma vez é o melhor caminho.


Fonte: http://blogs.ne10.uol.com.br/casasaudavel/2015/06/24/metade-das-pessoas-com-diabetes-tipo-2-relata-ter-receio-de-perda-da-visao-diz-pesquisa/


Retinopatia diabética, problema do olho, causado pelo diabetes, por provocar sangramento do olho, pode resultar em perda parcial da visão, já que o diabetes causa a morte de muitas veias da retina. É comum pessoas com tipo I ou II de diabetes terem retinopatia diabética.

Para ajudar a prevenir esta possível condição é importante: controlar o açúcar no sangue e a pressão sanguínea; parar de fumar (o fumo pode acelerar o desenvolvimento da retinopatia); seguir uma dieta e um plano alimentar para o seu diabetes; evitar momentos de esforço, incluindo espirrar, tossir, vomitar e dificuldades de intestino; faça exames de visão regularmente.

Além disso, você pode seguir alguns cuidados como: dormir com a cabeça levantada (esta posição diminui a pressão sanguínea dos olhos); quando estiver doente, use xaropes para ajudar a tossir menos (a tosse pode causar pressão nos olhos); quando tiver um distúrbio gástrico, peça ao médico remédios para prevenir vômito (isso causa o aumento da pressão ocular); tomar remédios para enjoos quando viajar para evitar vômito.

Não se esqueça: fale com seu médico imediatamente se tiver problemas de visão!


Fontes de pesquisa: http://www.sboportal.org.br/

  http://www.portaldiabetes.com.br/


INTERNE