O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Você sabia que hoje – 10 de março – se comemora o Dia Mundial do Rim?


Este ano – a data centra-se no tema “A Prevenção da Doença Renal Começa na Infância”. A Interne aproveita para destacar que a doença renal crônica em crianças é relativamente rara, porém quando ocorre, traz consequências devastadoras.


Hoje – dia 10 de março – está sendo comemorado o Dia Mundial do Rim. Ao longo de todo o dia serão realizadas ações em todo o mundo com o objetivo de divulgar as informações relacionadas à prevenção das doenças renais. A Sociedade Brasileira de Nefrologia coordena essa campanha no Brasil.

Para 2016, o tema do Dia Mundial do Rim será “Prevenção da Doença Renal Começa na Infância”. Neste ano o foco é alertar a população com relação à adoção de hábitos saudáveis desde a infância.

Ao longo dos anos, essa Campanha de Prevenção tem-se intensificado, ampliando cada vez mais o número de pessoas atingidas com as informações sobre prevenção e a importância do diagnóstico precoce da doença renal crônica.

A doença renal crônica em crianças é relativamente rara, porém quando ocorre, traz consequências devastadoras para as crianças acometidas e o tratamento dessa condição de alta complexidade é difícil, caro e trabalhoso. Particularmente em crianças, a DRC está associada a consequências graves para o crescimento o desenvolvimento dos pacientes e representa redução significativa na esperança de vida ao nascer.

O diagnóstico precoce da DRC é um objetivo mundial como estratégia de prevenção secundária dessa condição buscando o diagnóstico, e o tratamento precoces de crianças com DRC. Existem evidências científicas de que a progressão da doença renal pode ser retardada, desde que o diagnóstico seja feito a tempo de permitir a adoção de medidas terapêuticas apropriadas. Essa ação, se adotada plenamente, poderia lograr redução nas consequências da DRC nas crianças, adolescentes e mesmo em adultos.

Em nosso País há diferenças regionais importantes na incidência e prevalência da DRC, com maior frequência da doença nas regiões Sul e Sudeste, em detrimento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Além disso, o diagnóstico na maioria das vezes é tardio e incompleto. A situação clinicamente mais frequente é o estabelecimento do diagnóstico da DRC já em sua fase terminal, fazendo com que os benefícios potenciais do diagnóstico mais precoce sejam pouco aproveitados.

Como dito antes, o Dia Mundial do Rim em 2016 centra-se na doença renal na infância e os antecedentes da enfermidade do adulto, que podem começar quando criança.

A doença renal crônica (DRC) na infância é diferente dos adultos, sendo as anomalias congênitas e as doenças hereditárias os diagnósticos mais frequentes, enquanto glomerulopatias e doença renal por diabetes incomuns em crianças. Além disso, muitas crianças com lesão renal aguda acabarão por desenvolver sequelas que podem levar à hipertensão e doença renal crônica na infância ou mais tarde na vida adulta.

Porque existem disparidades no acesso aos cuidados de saúde, é necessário um esforço de modo a que as crianças com doença renal, onde quer que vivam, possam ser tratadas de forma eficaz, independentemente das suas circunstâncias geográficas ou econômicas.

Algumas maneiras de prevenir a Doença Renal Crônica desde a infância?


- Alimentação saudável;

- Controlar o diabetes infantil e a pressão arterial;

- Estimular a criança a beber água;

- Estar atento as infecções urinárias recorrente;

- Estimular atividade física.


Alimentar-se de forma saudável evitando o consumo excessivo de açúcar e sódio evita o diabetes e a hipertensão arterial, que são as principais causas da insuficiência renal crônica na fase adulta.



Fontes de pesquisa: http://sbn.org.br/

                                      http://diamundialdorim.com.br/


INTERNE