O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Eu Me Amo & Cuido de Mim | Alzheimer - Tratamento




A cura para o mal de Alzheimer ainda é desconhecida. Entretanto, os avanços da medicina proporcionam uma sobrevida maior ao paciente, mesmo na fase grave da doença. As pesquisas têm permitido uma melhor compreensão das causas da demência e no desenvolvimento de drogas para o tratamento.

Atualmente existem duas maneiras de tratar o paciente com Alzheimer, o chamado tratamento farmacológico e o não-farmacológico.

Tratamento farmacológico – Como vimos já vimos, parte dos sintomas decorrem de alterações em uma substância presente no cérebro chamada acetilcolina, que se encontra em números reduzidos em pacientes com a doença. Por conta deste fato, medicamentos que inibam a degradação desse elemento se tornam uma alternativa muito viável.

Os sintomas comportamentais e psicológicos podem ser tratadas com medicações específicas e estritamente controladas. Com expectativa de bons resultados, muitas podem ser indicadas para o tratamento e controle de agitação, agressividade, alteração do sono, depressão, ansiedade, apatia e delírios, quadros decorrentes do Alzheimer.

Tratamento não-farmacológico – Há evidências que o estímulo de atividades cognitivas, sociais e físicas, beneficiam a manutenção de habilidades preservadas e favorecem a funcionalidade. Treinar funções cognitivas como a memória, a atenção, linguagem e orientação, são muito úteis para o investimento na qualidade de vida.

Pacientes mais ativos utilizam o cérebro de maneira ampla e frequente, e sentem-se mais seguros e confiantes quando submetidos a tarefas prazerosas. A seleção, frequência e distribuição de tarefas, devem ser criteriosas e orientadas por profissionais.

As intervenções neste tipo de tratamento devem acontecer em cinco áreas principais:

  1. Estimulação cognitiva
  2. Estimulação social
  3. Estimulação física
  4. Organização do ambiente
  5. Tratamentos específicos para problemas específicos

O FiqBem é um programa de prevenção e gerenciamento de doenças, que tem por objetivo proporcionar aos nossos clientes - indivíduos ou empresas - meios e recursos que tragam soluções efetivas para seus problemas e desafios de saúde. O Alzheimer é uma das enfermidades tratadas pelo programa, que está à sua disposição 24 horas por dia o ano todo, com uma equipe multidisciplinar experiente e bem treinada. 


Fonte: http://www.abraz.org.br/