O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O processo seletivo de técnicos de enfermagem para a assistência domiciliar


O artigo cientifico,"“"O processo seletivo de técnicos de enfermagem para a assistência domiciliar”, foi confeccionado pelas funcionárias da Interne Soluções em Saúde, Cintia Pinto e Carolina Almeida no ano de 2011 aprovado pela comissão do Congresso Interdisciplinar de Assistência Domiciliar (CIAD), foi apresentado entre os dias 18, 19 e 20 de novembro. Este artigo foi apresentado junto a mais dois outros, também feito pelas enfermeiras e aprovados pela comissão do CIAD.


OLIVEIRA, C.A.S.; PINTO, C.M.S.

Interne Soluções em Saúde - Recife

Introdução: O processo de seleção é um mecanismo fundamental para a captação de profissionais com o perfil para o desenvolvimento das atividades a serem desempenhadas. No ramo da saúde, a captação dos profissionais, principalmente, aqueles envolvidos com a assistência, se torna fundamental para possibilitar a execução do cuidado de qualidade. Nessa lógica, se insere a captação de técnicos de Enfermagem para a assistência domiciliar. O estudo objetiva assim analisar o processo seletivo desenvolvido no primeiro semestre do ano de 2011 numa instituição privada de assistência domiciliar. Descrição do serviço: Na instituição estudada o processo seletivo é gerenciado pelo setor da Educação Continuada em Enfermagem, tendo o auxílio do setor de Recursos Humanos da empresa. O processo seletivo é composto por quatro etapas, sendo elas: a triagem de currículos; a avaliação teórica; entrevista técnica e psicológica; e a apresentação de palestras de integração conjugada com um treinamento inicial. A partir da análise deste processo seletivo durante o período analisado foram identificados os seguintes números de produção: 953 currículos triados; 948 candidatos convidados a se submeter à avaliação teórica; desses 627 realizaram a avaliação; 319 foram aprovados; e 212 profissionais foram captados. Após um trimestre do intervalo de tempo analisado, 77 % dos profissionais captados continuaram assistindo satisfatoriamente pacientes em internação domiciliar na empresa estudada. Conclusão: O processo seletivo é essencial para a identificação de potenciais candidatos com aptidão para a assistência domiciliar. A seleção subdividida em etapas se configura como um efetivo facilitador da captação de profissionais habilitados, bem como previne riscos à saúde do paciente, através do desenvolvimento da assistência de excelência.

Forma de apresentação: Pôster

INTRODUÇÃO

O processo de seleção de profissionais é extremamente desafiador e de grande relevância para qualquer instituição, inclusive para aquelas que prestam a assistência domiciliar. O cuidado especializado e personalizado desenvolvidos nas residências exige a eficiente captação de profissionais que se enquadrem no perfil para exercê-la com qualidade. Assim, se insere o objetivo de analisar o processo seletivo de técnicos de enfermagem desenvolvido em uma empresa de assistência domiciliar durante o primeiro semestre do ano de 2011.

RELATO DE EXPERIÊNCIA

Na instituição de assistência domiciliar analisada o processo seletivo é realizado majoritariamente, pelo setor de Educação Continuada em Enfermagem, sob a liderança de uma enfermeira coordenadora, que conta com a parceria do setor de Recursos Humanos. Os candidatos são submetidos a diferentes formas de avaliação, após terem os seus currículos triados, sendo a primeira delas a realização de uma prova subjetiva sobre conhecimentos técnicos, seguidas de uma entrevista técnica, conjugada a uma entrevista psicológica, com posterior treinamento inicial. Todas as fases do processo são eliminatórias. O processo seletivo de técnicos de Enfermagem é realizado durante o período de uma semana.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O processo seletivo de técnicos de Enfermagem para a assistência domiciliar, subdividido entre as etapas de triagem de currículos, avaliação teórica, entrevista técnica e psicológica e treinamento inicial, se configura como um efetivo facilitador na identificação de profissionais aptos a promoverem um cuidado de qualidade. As implicações do sucesso desse processo possuem relação inversa à insatisfação do cliente/paciente; ocorrência de erros técnicos e, por conseguinte, complicações clínicas do paciente; custos assistenciais; e índice de turnover da instituição.

REFERÊNCIAS

DAVIM, Rejane Marie Barbosa; TORRES, Gilson de Vasconcelos  e  SANTOS, Sérgio Ribeiro dos. Educação continuada em enfermagem: conhecimentos, atividades e barreiras encontradas em uma maternidade escola. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 1999, vol.7, n.5, pp. 43-5

Lacerda MR, Giacomozzi CM, Olinski SR, Truppel TC. Atenção à saúde no domicílio: modalidades que fundamentam sua prática. Saúde Soc. 2006

RICALDONI, Carlos Alberto Caciquinho  and  SENA, Roseni Rosangêla de. Educação permanente: uma ferramenta para pensar e agir no trabalho de enfermagem. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 2006, vol.14, n.6, pp.

SILVA, Gizelda Monteiro da; SEIFFERT, Otília Maria L. B.. Educação continuada em enfermagem: uma proposta metodológica. Rev. bras. enferm.,  Brasília,  v. 62,  n. 3, June  2009.